O trabalho do psicólogo que atua no E-sport é extenso e tem diversas aplicações.

Atualizado: 22 de jun. de 2020

Trabalhamos com os jogadores nas situações de estresse, compreendendo todos os fatores psíquicos que interferem no desempenho do atleta e da equipe, focamos para as fontes de motivação e a gama de fatores emocionais que exercem influência no comportamento dos jogadores.

O papel principal do psicólogo de E-Sport é trabalhar com orientação e acompanhamento. O trabalho clínico pode estar presente, mas nem sempre tem um caráter de psicoterapia. Em alguns casos se faz necessário encaminhar ou atender o atleta com psicoterapia.

E através destas informações o psicólogo é capazes de elaborar com os atletas e o técnico (Coach), estratégias para melhorar o desempenho de todos. Além do mais, o psicólogo, também, foca nos aspectos cognitivos como a percepção, memória, linguagem e aprendizagem dos jogadores.

O psicólogo utiliza de diversas abordagens para trabalhar com os técnicos (coaches) como: os aspectos motivacionais, à comunicação do técnico com os atletas e dos atletas entre eles e o relacionamento entre os jogadores e do técnico com os jogadores.

O psicólogo se atenta a fatores psicológicos que podem passar desapercebidos e os realça para o técnico (coach) poder trabalhar e adaptar sua abordagem, pois o trabalho com os jogadores pode ser feito tanto de maneira coletiva como individual, observando as necessidades da realidade de cada atleta e equipe.

A grande verdade é que a figura do psicólogo é sempre uma figura temida, devido a eminência do autoconhecimento (pois nunca sabemos o que podemos encontrar dentro de nós) quanto pelo estigma que, nós psicólogos, carregamos durante toda nossa trajetória. Sendo assim é realmente complicado querer que todos aceitem a psicologia de braços abertos, assim como são aceitos os players, coaches, streamers e jornalistas. O trabalho do psicólogo dentro do E-sport, é um trabalho com base na análise comportamental, conceitos de psicologia do esporte, área organizacional, clínica, Psicanálise e educacional. Trabalhamos com um mix de várias técnicas pois, atualmente não temos uma que nos supra de forma plena.

O papel de um psicólogo nessa área pode se dividir em pelo menos duas partes: uma que cuida da saúde mental dos jogadores e do time, para que eles não sofram com crises de estresse, não entrem em fadiga e nem permitam que problemas pessoais afetem seu desempenho no jogo, assim deixando o time coeso, unido e forte.

A outra parte cuida de melhorar as habilidades cognitivas, como, por exemplo, atenção, concentração, memória, entre outros, ou seja, tudo que for importante para que os cyber-atletas tenham melhores desempenhos dentro do jogo.

O trabalho em equipe requer um processo de comunicação eficiente, foco coletivo, coesão nos processos de tomada de decisão, desenvolvimento de relacionamento interpessoal, identificação e exercícios de lideranças, entre outros. O que é mais específico no E-spots é o controle do foco de atenção. Como o jogo é dinâmico, ele exige a percepção de diversos estímulos que variam quase o tempo todo, e muitas vezes em períodos de longa duração.

O trabalho do psicólogo com E-sport , assim como nos esportes convencionais, é contínuo e acompanhamos os treinos diariamente, realizando reuniões com jogadores, treinadores e membros da organização e comissão técnica , entrevistas individuais com foco no apoio e orientação psicológica e comportamental, preparação de matérias para motivação e foco de atenção nos jogos e o psicólogo participa , também das preleções e das reuniões que ocorrem entre jogos.

Dentro de uma equipe o trabalho tem que ser individual e coletivo com os jogadores. Para que tenham um bom desempenho, precisam de uma boa sinergia, pois a comunicação influência na organização e na clareza de decisões a serem tomadas dentro do jogo. Para que uma boa comunicação aconteça, os jogadores precisam estar em harmonia consigo mesmo, com o ambiente e com as outras pessoas do grupo. O trabalho desenvolve a forma com que os jogadores compreendam e lidem com situações cotidianas dentro e fora do jogo.

A pressão também é imensa: da torcida, da organização e dos próprios jogadores. E se faz necessário trabalhar com os atletas o autocontrole emocional, ansiedade, atividades para a melhoria da capacidade de atenção, manutenção do mindset dos atletas, maturidade para lidar com esse tipo de pressão e cobrança.

As mudanças na carreira de um atleta profissional de E-sport acontecem com uma velocidade muito grande, exigindo dos atletas uma velocidade de adaptação semelhante. O psicólogo do esporte deve, também, pensar na saúde mental do jogador, não somente no seu alto rendimento, promovendo um ambiente saudável e propício para a prática e convivência no esporte.

O trabalho do psicólogo deve ser preventivo e contínuo, portanto, não temos como exercer um bom trabalho apenas uma vez. O psicólogo não vem para remediar situações, mas sim para evitar que elas aconteçam. É um trabalho complexo pois exige envolvimento de todos da equipe, principalmente os técnicos, comissão técnica e, claro os atletas. Especialmente tendo em vista que o ser humano está em constante aprendizado, mudanças e adaptações. Uma alteração individual pode afetar o grupo para melhor ou pior. É neste momento que nossa atuação enquanto psicólogo do esporte deve ser mais forte.

O trabalho, do psicólogo do esporte, é com o grupo e só podemos executá-lo com excelência quando os atletas e técnicos, com as quais trabalhamos, são flexíveis, se envolvem e confiam em nosso trabalho. Caso contrário os resultados podem ser bem demorados ou nulos.

Além do acompanhamento da equipe, o psicólogo pode realizar recrutamento e seleção específicos às necessidades do grupo, aplicação de testes (função privativa do psicólogo), comunicação interna e mediações de conflitos.

O foco principal, do psicólogo do esporte, são os jogadores, no entanto necessitamos muito do apoio dos líderes de time, técnicos, patrocinadores e comissão técnica para que possamos ter uma visão mais ampla das necessidades do grupo ou equipe e assim melhorarmos nosso trabalho. É muito importante também que todos acreditem, se envolvam e disseminem o trabalho e a importância do psicólogo do esporte.

A psicologia trabalha com várias áreas do ser humano, e duas delas são: melhorar as habilidades cognitivas (atenção, concentração, foco, memória). lidar com questões de ansiedade, autoconfiança, coesão do grupo, entre outros.

Resumindo, a psicologia ajuda a deixar o atleta mais tranquilo e focado para ter melhores resultados nos treinos e nos campeonatos.

Para manter a dedicação, o atleta de E-Sport tem que estar motivado, pois como os resultados demoram um certo tempo para aparecer de forma mais consistente, é comum o atleta desanimar, ou não ver o motivo de estar fazendo uma atividade. Por isso é importante buscar em cada um o que eles têm como objetivos internos e colocar em prática.

17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo