POR QUE TODO MUNDO DEVERIA FAZER TERAPIA

Atualizado: 21 de jun. de 2020


A terapia é uma boa ferramenta para poder analisar os nossos problemas a partir de outro ponto de vista. Os amigos podem nos dar conselhos, mas muitas vezes estes não são suficientes ou não são exatamente o que precisamos. É nesse momento que os psicólogos entram em cena. Cada vez mais pessoas têm vontade de buscar na terapia uma contribuição que não conseguem encontrar em outro lugar.

Para pedir ajuda a um profissional da psicologia não é preciso estar fora de si ou doente. Pelo contrário, é bastante comum ir à terapia para melhorar e ou conhecer melhor o nosso interior. A terapia se transformou, para muitas pessoas, em um espaço onde é possível explorar suas luzes (o que tem de melhor em você) e suas sombras (o que precisa melhorar) e aprender com elas. Não se trata de receber conselhos de alguém que não conhece você, mas de aprender a enxergar os seus problemas a partir de uma outra perspectiva.


CONCEITOS EQUIVOCADOS SOBRE A TERAPIA

Muitas pessoas ainda continuam pensando que na terapia todo mundo se deita em um divã enquanto busca traumas na infância que podem explicar como a pessoa se sente agora. Outras acham que o terapeuta é uma pessoa que vai resolver os problemas do paciente sem que este tenha que fazer nenhum tipo de esforço. Também há aquelas pessoas que acreditam no oposto, que o terapeuta é um agente passivo na terapia, que se limita apenas a ouvir.

Essas ideias representam conceitos equivocados sobre como um psicólogo trabalha. A psicoterapia do divã se enquadra na psicanálise e nem todos os psicanalistas atualmente utilizam um divã. Nesse sentido, poderíamos dizer que, especialmente na Europa, a evolução da psicologia praticamente erradicou os divãs das consultas até transformá-los na exceção, não sendo mais a regra.

Os psicólogos não vão facilitar respostas, mas vão ajudar você a encontrá-las, inclusive alguns vão fazer perguntas que talvez você nunca se tenha feito e que podem (ou não) ser relevantes para o problema que você está enfrentando. Além disso, dependendo da situação, vão propor uma série de exercícios que podem ajudá-lo nessa tarefa. O mundo da terapia evoluiu muito e podemos encontrar correntes como a terapia cognitivo-comportamental, ou as terapias de terceira geração (mindfulness, terapia humanista, terapia sistêmica, etc.).


O QUE É PSICOTERAPIA?

Através de psicoterapia, psicólogos ajudam as pessoas de todas as idades a buscarem viver de forma mais feliz, mais saudável e até mais produtiva.

Podemos dizer que a psicoterapia é um tratamento de colaboração com base na relação entre o paciente que pede ajuda e o psicólogo, cuja função é essa. Fundamentada no diálogo e baseada na ciência da psicologia, a psicoterapia fornece um ambiente de apoio que lhe permite falar abertamente com alguém neutro e imparcial. Você e seu psicólogo trabalharão em conjunto para identificar e mudar os padrões de pensamentos e de comportamentos que o estão impedindo de se sentir melhor.

Depois de algum tempo de psicoterapia você deverá ter apreendido como lidar com a queixa trazida ao consultório, como também terá aprendido novas habilidades para que possa lidar melhor com quaisquer desafios que venham a surgir no futuro.


Terapia é:

  • Rever a própria vida

  • Autoconhecimento

  • Lidar com dificuldades

  • liberdade de ser

  • Equilíbrio Psíquico / emocional

  • Ser autentico

  • Fazer escolhas

  • Valorizar potencialidades

POR QUE É BOM FAZER TERAPIA?

A terapia não é exclusivamente reservada para aquelas pessoas que têm transtornos mentais. É um bom recurso para todo mundo porque não somos invencíveis e, às vezes, precisamos de pontos de vista externos que possam nos enriquecer. Também não somos perfeitos, portanto, é provável que cometamos erros e não seria legal voltar a repeti-los.

Muitas pessoas ficam relutantes em experimentar a psicoterapia, por desacreditar ou desconhecer. Lembre-se que a psicoterapia nada mais é do que a aplicação de uma ciência, a psicologia. Sendo assim, sua prática é sólida e sustentável.

Algumas pessoas procuram a psicoterapia por estarem sentindo algum conflito interno ou de relacionamento, estresse, ansiedade ou irritado por um longo tempo. Outras por se sentirem deprimidas ou por quererem ajuda para uma doença crônica que está interferindo no seu bem-estar físico ou emocional.

Há ainda aqueles que procuram a psicoterapia por estarem enfrentando alguns problemas de curto prazo e precisam de orientações, como é o caso de divórcio, morte de uma pessoa próxima ou não se sentido confortável com o emprego.

“Frequentemente as pessoas dizem que ainda não encontraram a si mesmas. Mas o si mesmo não é algo que se encontra, e sim algo que se constrói”. -Thomas Szasz-

Ir ao psicólogo é um ato de necessidade para muitas pessoas. Para outras não há motivos para ser algo obrigatório, mas não deixa de ser benéfico para a saúde mental e emocional. Na vida passamos por situações, traumas e momentos difíceis com os quais não precisamos lidar sozinhos. A psicoterapia nesse sentido sempre está disponível como um recurso que pode ajudar.


Alguns sinais de que você precisa fazer a terapia:

· Você sente uma enorme sensação de tristeza prolongada e desamparo?

· Seus problemas não parecem melhorar, apesar de todos seus esforços, ajuda de amigos e familiares?

· Você acha difícil se concentrar no trabalho ou para realizar outras atividades cotidianas?

· Você é demasiadamente preocupado, sempre espera o pior ou sente-se constantemente no limite?

· Suas ações e comportamentos estão prejudicando você ou outras pessoas?

· Você se sente deprimido, angustiado, estressado ou ansioso?

· Você está passando por conflitos em seus relacionamentos?

· Você está passando por uma fase de sofrimento ou difícil transição?

· Você sente dificuldade em lidar com as próprias emoções?

· Você está passando por perdas, lutos ou separações?

· Você sofre com transtornos alimentares, obsessões, manias, compulsões ou fobias?

· Você sente que precisa de ajuda, mesmo sem algum motivo aparente?

· Você está buscando autoconhecimento e desenvolvimento pessoal?

· Você tem problemas com o comportamento do seu filho?


RAZÕES PELAS QUAIS A TERAPIA PODE AJUDAR

É interessante analisar as diferentes razões pelas quais a terapia é um bom recurso para qualquer pessoa em momentos pontuais da vida, que não implicam necessariamente tristeza ou ansiedade. Vamos ver!


Alivia o sofrimento proporcionando novas perspectivas para ver o mundo

A terapia ensina estratégias para diminuir o mal-estar e a angústia. Além disso, não alivia apenas os sintomas, ela ajuda a entender como esses sintomas apareceram na sua vida e porque se mantêm. Por exemplo, não ajuda somente a diminuir a ansiedade, mas também a entender porque ela está presente nesse momento na sua vida. Dessa forma, você pode analisar a partir de outra perspectiva o que está acontecendo.

Protege sua saúde emocional para que você consiga entender melhor suas emoções

O processo terapêutico é um bom recurso para melhorar sua inteligência emocional. Ele se aprofunda na análise dos seus medos e das suas emoções reprimidas para trazê-los à tona e começar a expressá-los para, assim, não se configurarem mais como um problema. Por exemplo, se você sente medo de ficar sozinho, a terapia pode ajudar para que você compartilhe esse medo e comece a lidar de outra forma com a ajuda do psicólogo.

Convida a sair da sua zona de acomodação

O que você já conhece nem sempre funciona. É por isso que uma boa terapia pode ajudar a explorar suas zonas desconhecidas e a lidar com a incerteza de uma forma mais tranquila. Por exemplo, imagine que você se sente mal por não ter amigos, mas não faz nada para mudar. Aprender a se abrir e a se expressar na terapia vai ser muito útil para, em seguida, tentar realizar novas atividades que vão proporcionar oportunidades de conhecer pessoas novas.

Ajuda a se distanciar dos problemas e enxergá-los de uma forma mais ampla

Quando estamos imersos nos nossos problemas, muitas vezes é difícil encontrar uma solução. Nesse sentido, o psicólogo pode ajudar você a ampliar seu leque de opções e, inclusive, a entender por que determinadas situações, por vezes positivas a partir de um raciocínio lógico, despertam rejeição. Por exemplo, se você tem um problema com um parente. Ao se colocar no lugar da pessoa, por meio de um “role-playing” na sessão, você vai conseguir entender melhor o conflito.

Permite conhecer melhor as diferentes partes de si mesmo

Nunca nos conhecemos completamente. Sempre há partes que podem ser exploradas e entendidas de uma forma melhor. Às vezes, temos maneiras de ser e de agir que podemos rejeitar de maneira consciente ou inconsciente. Por exemplo, em um processo de psicoterapia, você pode perceber quais partes de si mesmo você não aceita e começar a se reconciliar com elas.

Clareia a mente e permite ver o que é importante na sua vida

Frequentemente, nos ofuscamos tanto com o que está ruim, com o que não funciona, que nos esquecemos de valorizar o que realmente é importante na nossa vida, de aproveitar o nosso presente e os nossos afetos e pessoas queridas. Por exemplo, você pode estar tão envolvido no trabalho que se esquece do seu relacionamento com seu companheiro ou sua companheira. A terapia ajuda a relativizar seus problemas e dar valor ao que é importante.

Favorece o autoconhecimento e uma atitude compassiva

Entrar em um processo de autoconhecimento vai nos permitir tomar consciência de muitos pensamentos, emoções e atitudes das quais não tínhamos consciência. Por exemplo, às vezes nos tratamos mal e não percebemos. A terapia ajuda a: estimular a autocompaixão, ter mais paciência e ser mais compreensivo consigo mesmo.

Fortalece sua saúde mental prevenindo possíveis quedas emocionais

A terapia é um bom recurso para fortalecer a autoestima e recuperar a sintonia com nosso interior que costumamos perder no turbilhão do estresse diário. Na verdade, você já tem muitas ferramentas para enfrentar seus problemas, a terapia apenas vai ajudar a tomar consciência delas e a escolher qual é a mais adequada para cada momento.


QUAIS SÃO OS DIFERENTES TIPOS e ABORDAGENS DE PSICOTERAPIA?

Existem várias abordagens na psicoterapia, tais como a terapia comportamental, terapia cognitiva comportamental, psicanalista, humanista, Gestalt, Junguiana e etc... Psicólogos geralmente recorrerão a uma ou mais destas linhas como manejo clínico, se apropriando de instrumentos de outras vertentes como forma de intensificar os resultados. Cada perspectiva teórica (ou abordagem) funciona como um roteiro para ajudar o psicólogo entender seus clientes e os seus problemas, e trabalhar soluções.

O tipo de acompanhamento que você receberá vai depender de uma série de fatores, mas principalmente da orientação teórica (também chamada de abordagem teórica) de seu psicólogo e do que funciona melhor para o seu caso.

Os psicólogos que usam a terapia cognitivo-comportamental, por exemplo, têm uma abordagem prática e diretiva para o tratamento. O psicólogo pode pedir-lhe para reunir mais informações, tais como registro de suas reações a uma situação particular em que elas ocorrem. Ou seu psicólogo pode querer que você pratique novas habilidades entre as sessões, como pedir a alguém com uma fobia de elevador se expor com cautela e suporte à prática de apertar botões no elevador, com a supervisão do terapeuta.

Já as abordagens psicanalíticas e humanistas geralmente se concentram mais em na terapia da fala, pois acreditam que isso transformará as emoções. Você pode passar suas sessões discutindo suas primeiras experiências de vida e a partir disso, compreender com outra perspectiva as causas de seus problemas atuais, tomando consciência de eventos dolorosos do passado para que mudanças possam ocorrer.

O psicólogo pode combinar elementos de vários estilos de psicoterapia. Na verdade, a maioria dos terapeutas não se amarrarão a uma única abordagem. Em vez disso, eles utilizam elementos de diferentes abordagens e adaptarão o seu caso de acordo com as necessidades da pessoa.

Dados recentes de pesquisa apontam que a sensação de segurança na conduta clínica, a habilidade de uma escuta empática e acolhedora são os fatores mais relevantes numa aliança terapêutica de sucesso e, certamente, nos resultados terapêuticos obtidos.


Lembre-se de que é você quem escolhe seu destino e o único que pode dar uma direção na sua vida. Nesse sentido, você pode aprender a mantê-la em rota ou "deixar a vida te levar". Não tenha medo de pedir ajuda, não é algo que vai fazer você se tornar mais fraco. É exatamente o oposto, só vai te fortalecer.


Nunca é tarde para descobrir os benefícios da terapia e começar a aproveitar o dia a dia sem tanto peso e dores de cabeça. A terapia funciona para todo mundo porque somos humanos, passamos por momentos difíceis na vida e não precisamos saber resolver tudo sozinhos. Compartilhar seu mal-estar e se beneficiar de um tratamento psicológico pode ser uma grande decisão, a longo prazo sua saúde mental vai agradecer.


fontes:

https://amenteemaravilhosa.com.br/

https://www.psicologosberrini.com.br

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo